30 set 2011

Aprendendo alemão

Aprender uma língua nova é sempre uma aventura. A descoberta de novos sons para as sílabas e uma maneira diferente de construir frases. Se você estudar uma nova língua em seu país, provavelmente terá colegas que falam o bom e tradicional português. As dúvidas e o sotaque serão bem parecidos. Mas se você estudar uma nova língua em outro país, é diversidade total. As meninas que falam inglês não conseguem de jeito nenhum tirar o som caipira do R. Por exemplo Woher kommst du? Woher = de onde. Woher leia-se “Vorrer” com o último R estilo paulista. Não tem jeito de fazer  as meninas falarem direito. Os de língua espanhola nunca pronunciam o som do X, como quem fala escola no sotaque manezinho e carioca. Spanisch = Espanhol. Invés de “Ixpanichi” elas falam “Espanichi”. Deu pra entender? Espero que sim! E qualquer palavra que tenha som de V é logo substituido por b. O Woher ( vorrer) pra elas é “borrer“. O pessoal da Turquia fala tudo pra dentro meio que comedo ou diminuindo as palavras. A francesa é uma das melhores e consegue falar praticamente todos os sons da lingua alemã. Mas também né, com uma língua nativa que se escreve de um jeito e se fala de outro totalmente diferente. Ainda tem os que falam árabe, que na minha opinião mandam muito bem, levando em consideração o alfabeto deles. Na minha classe tem também um rapaz da Romênia, metido a falar línguas e a falar espanhol comigo. Definição: chato. E ai vocês devem estar pensando “Quanta arrogância! E sobre os alunos que falam português ela não fala mal”. Falo sim, vejamos a portuguesa da minha turma: não consegue falar Ich = eu. O som da palavra é “Ir“, puxando o R lá do fundo da garganta. Bom, ela não consegue.

Toda essa arrogância acima falando mal da maneira que todos falam é só pra demonstrar o quão difícil é se acostumar a toda essa mudança. Sílabas simples como ma me mi mo nu são impossíveis de encontrar. As palavras são gigantes e “cento e vinte cinco” vira einhundertfünfundzwanzig tudo junto!

Meu curso é de duas horas de segunda à sexta. Todos os dias tem dever de casa “hausaufgabe” (de novo tudo junto) e eu faço à noite com o Amir. O livro tem exemplos relacionados à Suíça e facilita a integração com o país. Normalmente os livros de alemão trazem exemplos sobre a Alemanha, mas o meu fala sobre a moeda local, os supermercados, os cantões, os chocolates e outros. A minha empolgação é enorme em aprender cada vez mais. E toda vez que consigo entender ou falar alguma coisa certa meu coração dispara.

A vida da muitas voltas. Eu, que tinha planos de viajar pros EUA e aprimorar meu inglês, vim pra Suíça e estou aprendendo alemão. E, claro, muito feliz.


Ou comente por aqui:

3 Respostas para "Aprendendo alemão"

José
30-09-2011 @ (11:24)

Parabéns! “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”. Não é assim que dizem o sabidos.
Abraço, beijo e chamego.


Aline Flor
17-01-2012 @ (18:37)

Adorei seu texto Karina. Me identifiquei com vc, pois tem palavras em alemao que consigo com facilidade e outras nem tanto.. Eu tenho um contato muito próximo com a lingua. A familia do meu marido fala, temos parentes na Alemanha, enfim… e agora queremos que a Julia, minha filha, tbm aprenda.
Parabéns!! O importante é não desistir. Liebe Grüße!


karinaazevedo
17-01-2012 @ (18:43)

Ótimo Aline! É bom iniciar os estudos desde pequena. Faz bem em ensiná-la! E continue você também o aprendizado, quem sabe um dia não nos encontramos para uma conversa em alemão? haha



Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por