20 maio 2009

Até quando?

Hoje ao sair do trabalho me vi diante de um fato que sempre me aborrece muito.
Aconteceu o seguinte:
Estava saindo da Asembleia Legislativa, pelos fundos. Um senhor passou em minha direção e perguntou a uma mulher militar (funcionária da Casa):
-Onde fica o elevador pra ir ao restaurante?
-É esse aqui – respondeu a moça apontando para o elevador dos fundos.
Mas na Assembleia existem dois elevadores. Um no hall principal, que leva até o restaurante, e outro nos fundos, que leva até a cozinha do restaurante.
Eu logo percebi que o senhor iria parar na cozinha, e pela pergunta que ele fez ficou claro que ele queria almoçar. Então eu corri até ele e perguntei:
– O senhor quer ir ao restaurante? Almoçar, certo?
– Sim – respondeu ele.
– Então o senhor, por favor, vá até o elevador na entrada da Assembleia, por que este vai até a cozinha.
Ele agradeceu e saiu.
Adivinha de qual raça era o homem? A negra.

O que mais me irrita é o preconceito impregnado na cabeça das pessoas, escondido, porém muito real e vivo. Preconceito que talvez a mulher nem perceba que tenha, o que eu acredito que é o pior de tudo. Ele não estava carregando engradados, sacolas de mercado, nada disso. Estava apenas perguntando onde fica o restaurante. Por que, em sua vã ignorancia, aquela mulher o mandou pra cozinha?

Lamento muito mais pela mulher militar do que pelo senhor negro.

Um passo a frente Brasil, por favor!


Ou comente por aqui:


Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por