01 nov 2011

Casar e comprar uma bicicleta

Quando era criança, eu tive uma bicicleta daquelas de cestinha na frente.  Nessa época eu devia ter uns 4 anos e adorava ficar dando voltas na frente de casa. Vinte anos se passaram e nunca tive outra bicicleta. E também nunca senti falta de uma. Agora morando em uma cidade que os motoristas respeitam os ciclistas, bateu a vontade de ter uma. E adivinha qual é o meu desejo? Comprar uma bicicleta com cestinha na frente. Eu acho um charme! Desde que mudamos pra Zurique o Amir só fala em comprar bicicletas. Então, nos programamos para ir até o Velobörse aqui na cidade que aconteceu algumas semanas atrás. O Velobörse é uma exposição de bicicletas usadas á venda.

Eu fui meio desempolgada porque o frio já está chegando e como eu sei que vai piorar, é melhor usar o transporte público com aquecedor. Já o Amir foi todo empolgado achando que ia trazer a bicicleta dos sonhos por um preço de banana. Afinal, é o que se espera desses feirões de final de semana.


Olhamos cada corredor de bicicletas e a cada passo a decepção aumentava. Os preços estavam super faturados. O motivo da preço alto é simples: Zurique. Em feirões de outras cidades é possível encontrar os mesmos estilos de bicicletas por um preço bem mais baixos. Não encontramos nada mais barato que 200 francos. Mesmo com preços altos, a fila de pagamento estava enorme.

Tinha bicicleta de pra todos os gostos, menos o meu. Que tal uma Ferrari?

Como eu não tinha pretensão de comprar uma bicicleta durante o inverno, não me importei em não sair de la sem uma. Mas tinha um certo garoto comigo que não parava de pensar que tinha sim que levar uma pra casa. Não contente, atravessamos a rua e fomos a outra feirinha, já essa de bugiganga. (Assunto para outro post)

Até que o Amir encontrou uma barraquinha de venda de bicicletas. Ele olhou a bike por muitos minutos, andou mais um pouco, voltou pra ver a bicicleta, perguntou, negociou, andou pela feira mais um pouco e me perguntou umas 10 vezes o que fazer. Libriano é difícil! Até que ele decidiu fazer um test drive na bike e voltou todo feliz, parecia uma criança com um brinquedo novo. Ele me perguntou o que fazer, de novo. Eu balancei a cabeça que sim e aí a felicidade aumentou. Bicicleta comprada! Porém, por um preço um pouco acima do que nós dois combinamos, mas ainda assim justo.

Hoje a bicicleta está pintada e renovada e se chama The Rocket, porque ele diz que com ela ele parece um foguete atravessando a cidade! Já eu, espero ansiosamente pela primavera, pra poder viver meu momento nostálgico com a minha fofa de cestinha.


Ou comente por aqui:

4 Respostas para "Casar e comprar uma bicicleta"

May
01-11-2011 @ (14:32)

Nada melhor do que casar e comprar uma bicicleta!!!
Adóóóro bicicletas!!!
Saudades imensas queriadann!!

Love you my friend!!


José
01-11-2011 @ (14:37)

Muito Legal!

Também estou andando de bicicleta. E agora a tua mãe também quer uma. A minha é aquela feinha que o Pedro não quis, já a Peta quer uma sofisticada, moral da história eu pedalo e elas aguarda. Bejo


scamilaj
01-11-2011 @ (14:43)

Eu amo bike também!!! Ando sempre, nem que seja um vez por semana (deveria ser mais eu sei!)…parei somente nesse último mês por causa da mono, mas é tudo de bom!! A minha tem CESTINHA! hahaha Fui na loja, e quando comprei pedi a cestinha…o cara me olhou e eu nem aí…cestinha é ótimo, é só jogar ali qq coisa e pedalar! 🙂 Agora tô com duas aqui em casa, um amigo me empresou uma F****, nem parece que estás pedalando, ótima! (mas não tem cestinha… :/) Compra mesmo… quando for te visitar eu alugo uma e vamos por aí! Beijos querida! 🙂


karinaazevedo
01-11-2011 @ (15:06)

Saudade May!!!!!!!!
Pai, é isso aí, pedalar pra viver mais, por favor!!!!
Camila, adorei a parte do “quando for te visitar”. Vem!



Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por