21 mar 2012

Curso de integração em Zurique

Lembra quando eu postei sobre o curso de alemão que eu estava fazendo? Pois bem, fiz o curso por dois meses (outubro e novembro) e no final de novembro eu parei por dois motivos: não estava mais me agradando e oportunidade de trabalhar mais horas em dezembro e juntar um bom dinheiro. Eu sabia que logo deveria retornar aos estudos, mas vieram as férias e eu deixei pra voltar em fevereiro, quando o ano letivo recomeça. Eu não sabia se voltaria pra a mesma escola ou se procurava outra, até que minha sogra descobriu algo muito interessante. Ela falou sobre um curso de integração que é oferecido a imigrantes residentes em Zurique, com uma preço animador: 600 francos por semestre, em vez de 600 por mês que eu pagava na escola de alemão.

Logo fui procurar informações sobre esse curso e descobri que ia além do alemão. Informações básicas, porém importantes, sobre a cidade eram dadas no curso de integração. Me animei mais ainda e me inscrevi no programa, mesmo sem mais informações. O Amir entrou no site da cidade Zurique, imprimiu o formulário, eu assinei e mandamos via correio. A resposta veio em algumas semanas com um horário marcado para fazer uma entrevista. Na entrevista eu pude ver qual curso seria melhor pra mim. As opções eram 3: curso de alemão/integração para pessoas de 15 a 21 anos 5 dias inteiros por semana, curso de alemão/integração para pessoas de 22 a 40 anos 4 manhãs por semana ou curso intesivo de alemão para quem já fala alemão, mas precisa da gramática perfeita para, por exemplo, entrar na universidade. Escolhi a segunda opção, já que seria totalmente compatível com meu horário de trabalho e as outras duas não me serviam.

O curso começou dia 27 de janeiro e eu estou totalmente apaixonada pela didática. Nas primeiras duas semanas não aprendemos nada de gramática, pois a ideia era falar falar falar, ou seja, praticar o mínimo de alemão que cada um tinha. O bom do curso de integração é que não há pressa em terminar o livro ou acabar a lição, todos são livres para questionar, informar e as vezes até conversar (quando o tema é relevante). Eu, que achava que não tinha aprendido muito em dois meses, agora passo três horas por dia falando somente alemão. Um pouco errado? Muito errado, mas o importante é não ter vergonha (eu não tenho mesmo!), aprender o básico da gramática e mão (língua) à massa!

Agora algumas informações importante para quem mora em Zurique e está interessado em fazer o curso. O custo do curso por semestre é 600 francos (mais 50 francos de material), mas pode ser reduzido de acordo com sua renda. Depois que as aulas iniciam, é dado um formulário para fazer o pedido de redução de preço. Como o curso é barato há muita procura, pode ser que você fique em uma lista de espera, então depois de aceito é bom se empenhar e não faltar, pois você pode ser retirado do curso. Há muitos passeios pela cidade e também visitas à prefeitura e afins, como escritórios públicos especializados em informações para imigrantes. O cantão de Zurique e Basel são os únicos que oferecem curso de integração, já que são considerados os cantões mais “abertos” a estrangeiros. O nome da instituição que eu estudo é Fachschule Viventa e fica localizado na Kernstrasse 11, esquina da Langstrasse com Badenerstrasse. E, obviamente, é preciso estar legal no país para ter o benefício do curso.

O site do departamento de escola e esporte de Zurique é http://www.stadt-zuerich.ch/viventa, lá você encontra mais informações e também o formulário de inscrição do curso.


Ou comente por aqui:

Uma resposta para "Curso de integração em Zurique"

Elviles de oliveira
21-11-2014 @ (02:02)

Boa noite Karina Azevedo,bem eu moro aque em zurich, estou fazendo curso de alemao no migros e penso em fazer um escola de integração pois depois quero fazer uma graduacao aque,gostaria muito de poder falar melhor com você pois estava lendo sua matéria e gostei muito.



Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por