06 jan 2017

Não é difícil

Eu lembro que antes de me mudar para a Suíça o meu ex me dizia que era muito difícil arrumar um apartamento pra gente morar sozinho, pois era super caro e ele era estudante o que dificultava no processo. E eu não entendia o porquê. Não somente pelo fato de eu não saber nada sobre a suíça, mas é por que eu nunca soube lidar muito bem com o “é difícil”. Eu sempre, sempre acho que tudo é possível. Não me importa se é difícil eu somente preciso saber como fazer.

Dai muita gente falava que era muito difícil aprender alemão, e eu eu poucos meses de curso ja conseguia me comunicar na lingua. Eu ouvi do meu ex marido tantas vezes ele dizer que casamento era difícil, e aquilo me doida tanto, por que pra mim, não interessava o quão difícil era, mais o quanto eu o amava. E com ele e por ele eu lutei até não ter mais forças, até acabar com toda a minha auto estima. Até meu corpo avisar a mente que não tava mais. Até a mente falhar também e eu perceber que tava na hora de parar.

Daí eu precisava arrumar um jeito de ficar aqui. A maioria das pessoas fazia aquele carinha de enrugar o canto da boca, como quem pensa “é difícil”. Eu só não sabia como fazer. Não foi nenhum pouco fácil.

Daí eu achei que estava na hora de morar sozinha, realizar o sonho de quando eu cheguei aqui. Daí mesmo que todos me falaram que não ia ser… fácil. E durante esses anos todos aqui alguém me viu querendo algo fácil? Muita gente achou que seria impossível, que eu não daria conta financeiramente.

E eu me lembro dos dias que eu chorava a cada segundo pensando o quão difícil seria esquecer meu ex. Mas em nenhum momento eu pensei que fosse impossível. Hoje eu sei lidar com a presença dele na minha história e vivo muito bem com isso. Eu somente não tinha ainda achado uma maneira de fazer isso. Eu descobri que não precisaria esquece-lo.

Quando meu pai morreu há quase 4 anos eu somente pensava “o tempo cura, não é mesmo?”. É claro que doeu mais que tudo nessa vida, mas eu não me desesperei, por que eu sabia que aquela dor iria passar. Eu sabia que tinha uma saída. Eu não era a primeira pessoa a passar por aquela situação.

Eu me lembro também de varias noites que eu chorei no meu quarto do apartamento que dividia as amigas, pensando “Meu deus, como eu faço pra conseguir morar sozinha, levando em conta minha situação aqui”. Eu não tinha a minima ideia de como as coisas poderiam se desenrolar, mas eu tinha certeza absoluta que iriam.

——

Esse ano virou e eu não tive nenhuma resolução de ano novo. Talvez se deva a paz e a tranquilidade por estar tudo como deveria estar.

No final do ano de 2012 eu estava no Brasil, apenas esperando noticias do hospital. Eu virei o ano na agonia.

No final do ano de 2013 meu irmão veio passar a virada do ano comigo em Zurique e meu casamento ja estava dando os primeiros passos que nos levaria ao fim. Eu ja percebia algo sem saber direito o que era.  Eu virei o ano na agonia.

No final do ano de 2014 eu estava no Brasil pra tentar recarregar minhas forças que já me pareciam nulas. Eu fiz festa, beijei na boca pra tentar esquecer meu ex, e tudo que eu pensava era se eu conseguiria ser forte quanto voltasse. Eu virei o ano na agonia.

No final de 2015 ja cansada de não ter mais energias, cansada de ser quem eu tinha me tornado eu fui pro Brasil de novo. Passei a virada do ano com a minha melhor amiga. A gente tinha uma certeza louca que o próximo ano seria o ano das nossas vidas. Nenhuma das duas tinha minha ideia do que viria. Eu virei o ano cheio de esperança.

Depois de viver na aflição por 3 anos eu me lembrei que eu não aceitava a impossibilidade. Eu me lembrei que eu somente precisava saber como fazer.

Não da pra descrever o quanto o ano de 2016 foi magico na minha vida. Eu me reergui, me reconstruí, me reconheci. Me libertei de tudo que me fazia mal, principalmente de mim mesma.

É tão gratificante olhar pra traz e ver tudo tão bom. Meu último vídeo de 2015 postado no Youtube eu choro em frente a camera falando que eu esperava que 2016 me trouxesse felicidade, por que eu ja tinha me esquecido o que era.

Hoje eu não me lembro mais o que é infelicidade.  Não existe a minima possibilidade de eu deixar o medo me bloquear de ser feliz. Não existe a minima possibilidade de eu deixar de lutar pelo que eu quero. Mas vale lembrar que eu não fiz nada disso sozinha. Se tem uma coisa que o ano de 2016 me apresentou foi gratidão. Sou grata pela vida, pelas experiências e principalmente pelas pessoas que estão na minha vida.

Eu tenho um amigo que se chama Jeff e ele me disse uma vez “Amiga, sabe qual é a minha missão aqui? Fazer o Jeff feliz”.

Tem coisa mais bonita que isso, viver pra ser feliz? Desculpem me os pessimistas, mas não é difícil.


Ou comente por aqui:

5 Respostas para "Não é difícil"

Aline Castro
06-01-2017 @ (14:23)

Nossa Karina, eu amo teus posts! E hoje onde a maioria das blogueiras trata apenas de vaidade, bato palma pra qem escreve com o coração e acrescenta algo na vida das pessoas como vc.
Penso a mesma coisa sobre esse tal difícil rs. Acho que difícil mesmo é quando a gente nem tenta.
O tempo que vivi nessa Suíça linda esse ano me fez voltar para o Brazil com outro pensamento e a certeza que mesmo sendo “mito difícil” eu vou conseguir voltar se for da vontade de Deus rs.
Lindo Post.
Felicidades.
Ainda mais 😉


Karina Azevedo
08-03-2017 @ (18:53)

Que mensagem linda! Super obrigada, é por comentários assim que eu não tenho vontade de parar jamais! Um beijo e sim, sempre acredite!


Tania Lucia Gaya de Souza
23-01-2017 @ (20:33)

Realmente não é fácil, tampouco difícil, mas ha que se ter coragem e disposição. Saber que o sofrimento vem, e depois vai… sempre vai. E saber a alegria de novas conquistas, o valor da gratidão… só pra quem se dispõe e quer ser feliz.


Kelly
29-04-2017 @ (23:47)

Exatamente, nada é impossível e em momento nenhum podemos permitir que a sombra da impossibilidade ou pessoas ao nosso redor que se dizem amigos/família nos imputem esse sentimento.
Não desista do blog não, não sei como é a sua forma de divulgação mas adoro seus vlogs, já vi todos confesso rsrs.
Essa frase do seu amigo eu ainda vou escrever ela em alguma foto futura quando conseguir realizar meu próximo sonho em dezembro, modificando o nome claro rs. Mas essa sua frase final é tudo, adorei seu relato.

Beijos!


Karina Azevedo
19-05-2017 @ (22:19)

Obrigada pela mensagem e apoio. Queria escrever mais aqui mesmo… mas as vezes fico sem tempo, outras sem inspiração. Na verdade não divulgo nunca os videos 🙁
Força e foco que em sonho sera realizado! Beijos!!



Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por