02 set 2012

Terapia: escrever

É difícil. É tão difícil. É muito difícil!

Fica difícil de ser feliz. Sabe aquela sentimento de estar 100% feliz? As vezes some.

Daí eu fico louca e penso que não aguento mais. Abro as mensagens do telefone e vejo mensagens dele. “Você sabe o quanto eu te amo? Sem você não sou nada!”. E um pouquinho mais de força me aparece.

Até quando uma saudade pode ser forte a ponto de fazer você desistir de tudo aquilo que sempre quis? Até onde podemos seguir balanceando o racional e o emocional? Me imaginar jogando a toalha e no futuro ver o meu presente como coisa do passado me deixa louca. E o que fazer? Pra onde correr? O que falar?

Tem dias que eu acordo e penso: Dane-se aprender alemão, dane-se país de primeiro mundo, eu quero mais é voltar pro Brasil. Aí no mesmo momento eu penso como é estupida essa ideia, e como eu me sentiria sabendo que deixei o amor da minha vida pra trás. Mas aí você se pergunta: Porque ele não vai pro Brasil com ela? Hoje não tem como, ele estuda e largar uma universidade como a dele seria também estúpido.

Mas assim eu continuo tentando, continuo respirando fundo e lutando por esse amor. Porque família vai sempre estar lá, assim como o país. Eu quero meu casamento até que a morte nos separe, por isso continuo aqui. Mas caso nada der certo, daí sim eu volto com tudo para um recomeço.

O amor é o que faz a gente ter coragem de encarar o novo, ou recomeçar, seja ele por alguém ou pro si próprio. E o meu recomeço a cada dia é por amor a alguém. Mas não pense que deixo meu amor prórpio de lado. O motivo que eu continuo aqui é o meu amor por ele, mas a força que me faz continuar, é o meu amor próprio, o mais forte e verdadeiro amor que existe em mim.

Obs.: Comecei o poste totalmente perdida, só jogando palavras que me vinham a cabeça. E no final me senti bem. Observação mais importante! Não quero que as pessoas que me amam fiquem preocupadas comigo. Eu to bem!


Ou comente por aqui:

3 Respostas para "Terapia: escrever"

Carolina Schönauer
02-09-2012 @ (21:55)

Me identifiqueiii horrores com esse post! é lasca esse oceano que separa a gente de nossa “antiga” vida! Mas vamos levando, aguentando e superando. Porque nada nessa vida é totalmente ruim ou bom! Fomos nos apaixonar e aí lascou….


Julia
02-09-2012 @ (23:40)

Definiu meus sentimentos!
Karina, eu ano passado entrei numa depressao lascada. Todos esses sentimentos misturados mais o inverno me deixou quase maluca.
Eu vim pra Alemanha pra curtir e fiquei por amor…Nao vou mentir, em muitos dias me arrependo pois a saudade é uma dor que quase me parte ao meio.
Temos que acreditar que fizemos a escolha certa ate que ela seja a errada. Ja pensei milhoes de vezes em largar tudo, voltar e recomecar. Afinal amor é mesmo tudo?
Ainda nao descobri a resposta mas sei que o amor é muito pra jogar fora….
Nos nunca mais seremos 100% felizes. Sempre estaremos divididas entre 2 continentes e teremos que aprendar com jogo de cintura a levar a vida assim.
Mas quando a saudade for tanta, que nao der mais….vá pro Brasil!
porque é mesmo questao de snaidade mental!
Vamos ver se mes que vem nos encontramos. Tomar uma cervejinha e filosofar!
beijos e espero que fique bem!
se o negocio apertar, saiba que aqui tem alguem pra conversar, te animar e acolher.


scamilaj
05-09-2012 @ (16:52)

Olha… eu sei, como ninguém, o que se sente. Mas teu caso é diferente, bem diferente. És uma mulher madura e com uma cabeça ótima. Voltar pra cá não é a solução. O negócio é não pensar aqui, nem lamentar, muito menos alimentar essa dorzinha da saudade. Quando estamos longe temos tendência a ‘alimentar’ essa saudade, mas o perigoso é ficar depressiva e ter auto-piedade (é a pior coisa). Estás melhor do que muita gente por aqui, porque estás atrás dos teus sonhos. Que não é mais sonho, pois virou realidade! A coragem falta em muita gente também… a vida é dos que arriscam, já ouvisse esse ditado? Tua família e teus amigos estarão do teu lado pra sempre! Os amigos verdadeiros ficarão… os não, irão sumir, e melhor mesmo que vá… Essa experiência faz isso com a gente. Elimina muita coisa inútil na nossa vida…
Te concentra nas tuas coisinhas… e pensa que a distância não é nada. Hoje tem dia tem tantas tecnologias, tantas ferramentas de comunicação…
Tua própria família não mora longe da cidade natal??? Então, você agora também! Nada que um avião não resolva…
Felicidades!!!!!!!!! Viva o momento……
beijinhosss



Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por