03 jul 2012

Touch the Air

Final de semestre para estudante universitário na Suíça é uma loucura. É quase um mês de provas, e mais um mês intenso de estudos. Nessa história, eu “perco” meu marido por quase dois meses. E pra comemorar o final do periodo de provas, compramos ingressos para um festival de música eletrônica, junto com os amigos dele. O plano era: última prova de manhã, no final da tarde fazer uma malinha, pegar a barraca e se jogar no trem com destino ao Touch the Air (nome do festival). A intensão era: curtir muito meu marido, beber na medida certa e me divertir muito!

  Primeira noite foi tudo lindo. Montamos a barraca no pôr do sol, num espaço reservado para isso em frente ao festival e fizemos um esquenta pra entrar na festa.

Porém, essa noite não durou muito, pois todos estavam cansados e ainda havia muito pra curtir no sábado. Fomos dormir por volta das duas da manhã. E aí começou meu pesadelo ;(

Senti uma dor horrível no corpo a noite toda (fibromialgia, já me dizendo que algo estava errado) – tirando o frio e o desconforto de dormir em barraca sem saco de dormir. Por volta das 8 horas eu acordei e já senti meu estomago mau. Aí começou a via sacra banheiro-móvel-barraca. Até que as 14:00 eu consegui ir até a cidade e comer alguma coisa. A tarde passou tranquilamente, já que passamos o tempo todo na frente de um shopping com banheiro (haha). Devia estar uns 28 graus e eu comecei a sentir frio e uma dor no corpo de novo. Voltamos pra barraca e eu só piorava. Não comia e nem bebia nada, só sentir frio e dor.

A noite chegou, e como eu não sou egoísta, falei pro Amir ir pra festa com os amigos dele, porque eu só precisava dormir. Acordei perto da uma da manhã me sentindo renovada! Liguei pro Amir e ele foi me buscar. 10 minutos dentro do parque do festival, e comecei a piorar. Voltei pra barraca, tomei uma água e vomitei. Ali o Amir percebeu que o caso era sério e ligamos pra uma amiga ir nos buscar. Foi uma hora de espera e pareceu uma eternidade. E o amigo do Amir querendo me fazer beber chá gelado, e cada gole era uma vomitada (ECA). Nossa amiga chegou e a ideia era ir direto pro hospital, mas eu sempre achando que só precisava de um lugar sem barulho e quentinho pra dormir. Dormi no carro e acabamos indo pra casa mesmo.

Tchau festa. Tchau folia. Tchau bebida. Tchau super organizado evento!

No outro dia de manhã, já muito fraca, comi uma bala de dextrose, pra poder levantar da cama. Foi quando meu estômago rejeitou a bala que eu percebi que era hora de ir pro hospital.

Resultado do meu final de festa: 6 horas de hospital, 2 litros de soro, muita dor, cólica e enjoo, uma infecção gastro-intestinal e 200 francos (ingresso meu+dele) para montar uma barraca e dormir uma noite.


Ou comente por aqui:

Uma resposta para "Touch the Air"

Victoria
29-07-2012 @ (19:49)

Mana linda muitas saudades TE AMOO!!



Confira os posts recentes!

Karina Azevedo • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por