• Um bate papo aqui de dentro

    Pai, dessa vez não quero te encontrar como fizemos nas últimas vezes, tenho medo de não mais te reconhecer. Ja faz tanto tempo…. Sempre quis te levar pras lugares diferentes, e hoje a visita é dentro de mim. Vem e me ajuda a desvendar essa missão que é “se encontrar”. Eu vou ficar aqui de fora te guiando. Pode entrar, você é a primeira pessoa, nunca ninguém esteve la dentro. É seguro, eu te gatanto. — Aqui é o lugar mais racional, onde deixei tua memória por muito tempo, na tentativa de sofrer menos com a tua ausência. Mas sabe que eu descobri que aí também fica a parte mais…

  • Boy lixo e amor próprio

    Hoje, durante minha visita ao museu virtual de Frida Kahlo eu me peguei pensando em alguns fatos da vida dela, e percebendo similaridades. Uma mulher inteligente, corajosa, idealista e artista, cegamente apaixonada por um homem que nos tempos atuais chamamos de boy lixo. E por mais que ela tivesse muitas aventuras fora do casamento, a paixão por Diego nunca passou. Calma, não é nesse ponto que meu identifiquei. Meu divorcio é muito bem resolvido dentro de mim. Os traumas e marcas não, inclusive estou trabalhando nisso, mas o divórcio em si é super resolvido. Muitas vezes me pego pensando se eu foco no boy lixo por falta de opções, falta…

  • Um bate papo aqui de fora

    “Fica no elevador” eu grito pra ele como faço com todas as visitas que chegam aqui em casa. O elevador chega direto no apartamento, mas é preciso a chave de casa. Então quando alguém chega a gente sempre diz pra pessoa ficar dentro e chamamos o elevador. Meu coração esta disparado. Faz tanto tempo que evito esse momento. Perdi a chance de recebê-lo na minha última casa, onde queria mostrar e contar tudo que conquistei. O elevador ja faz um barulho anunciando que está próximo. Eu, como sempre, estou quase fazendo xixi na calça, como em qualquer momento de nervoso. A última vez que isso aconteceu foi quando nos despedimos. …

  • Princesa moderna

    Baseado nas historias que ouvimos quando criança toda mocinha quer ser salva. Ninguém conta o que acontece depois da salvação. Ok, ja sabemos bem, depois disso vem o casamento. Mas e se a historia se desenrolasse diferente, ainda poderíamos chamar de “final feliz”? Se depois de ser salva a princesa agradecesse o principe e dissesse que daqui em diante pode seguir sozinha? E se depois ela perceber que nunca precisou dessa porra de salvação, que ja nasceu livre e salva, mas nunca tinha percebido? Ou se ela falasse “Beleza principe, valeu por ter me acordado do sono profundo e me tirado daquela bruxa. Mas é que eu percebi que você não…

  • Ela só quer…

    Ela queria o conforto de alguém. Alguém que se sentisse confortável do lado dela. Ela queria alguém que pudesse impressionar. Ela queria que ele tivesse pegada forte. Eu disse forte. Ela queria sair pra jantar e dar risadas. Ela queria alguém que tirasse sua roupa lentamente e cultuasse seu corpo, em olhares e palavras. Ela queria alguém que chegasse com ela na festa cheio de orgulho. Ela queria alguém que a fizesse esquecer de tudo em poucos minutos de toque. Ela se abriu pra vida e teve tudo isso. Por que ela ainda procura?

  • Divorciada aos 30

    É exatamente isso, essa é a minha realidade. Mas antes de chegar a esse ponto da minha vida, vamos voltar os meus 13 anos. Ja comentei aqui que com 13 anos eu comecei a escrever em diário. Eu sempre digo que foi com essa idade que eu comecei a ver a vida. E nessa época eu não sonhava com os 18 anos, eu imaginava meus 30. Minha Barbie trabalhava e o Ken era apenas seu namorado. Ela tinha carro, trabalho e morava sozinha. A idade da minha Barbie era 30, por que naquela época eu ja percebia os artigos em algumas revistas dizendo que 30 era o auge da mulher.…

  • Não é difícil

    Eu lembro que antes de me mudar para a Suíça o meu ex me dizia que era muito difícil arrumar um apartamento pra gente morar sozinho, pois era super caro e ele era estudante o que dificultava no processo. E eu não entendia o porquê. Não somente pelo fato de eu não saber nada sobre a suíça, mas é por que eu nunca soube lidar muito bem com o “é difícil”. Eu sempre, sempre acho que tudo é possível. Não me importa se é difícil eu somente preciso saber como fazer. Dai muita gente falava que era muito difícil aprender alemão, e eu eu poucos meses de curso ja conseguia…

  • Obrigada

    Obrigada por me tornar mais forte. Por que quando eu penso no que aprendi contigo, so me lembro disso. Mentira. Lembro também que te amei demais e quão foi bom sentir isso. Mas meu orgulho e as cicatrizes ainda não me deixam admitir isso. Ainda não sei o que fazer com essa força toda dentro de mim. Mentira, sei sim, mas não vou te falar por que, acima de tudo, respeito teu orgulho de macho. Você não gostaria de saber o quanto eu tenho aproveitado essa força. Por isso volto a te agradecer. As vezes fico pensando onde essa força toda que apareceu dentro de mim vai me levar. Mas ja agradeço por…

  • Sinal Verde

    Por que você, cego de tanto egoísmo não conseguia ver um palmo a frente do seu nariz. Eu estava bem ali. — Pisou no meu pé algumas vezes alegando não saber direito o caminho. Eu saia da frente, pra que o enxergasse melhor, mas ele dizia que seguia melhor comigo. Os leves pisões doíam um pouco, porém eles fazem parte da longa caminhada, pensava eu. Então eu me mantive um pouco distante, aproveitando a visão de um novo horizonte. A esperança era que no final da rua os caminhos de encontrassem de novo. Era interessante seguir um caminho diferente e não levar leves empurrões, mas eu voltava, pois achava que aquele era o caminho…

  • Um bate papo do lado de cá

    Oi pai, há quanto tempo a gente não senta pra conversar né?   Faz assim, vai ligando a churrasqueira pra fazer aquela costelinha que eu adoro. Eu vou abrir um latinha de cerveja pra nós dois. Por que olha, senta que la vem história. Lembra quando eu era “vegetariana”, mas comia sempre costelinha de porco que tu fazias? Não tem uma vez que não coma costela e não me lembre disso! Eu sempre inventando moda ne? Continuo a mesma. Muita coisa aconteceu desde a última vez que nos vimos, mais de 3 anos atrás. Enquanto tu estavas no hospital, naquele período que tu não me via mais, eu escrevi algumas anotações…